Header ads

» »Unlabelled » Expulso, pastor acusa bispo; Mundial fatura R$ 1 mi


Aumenta a corrente de denúncias contra a conduta e postura do bispo da Igreja Mundial do Poder de Deus em Mato Grosso, Sidney Furlan, que explora quase toda a programação da TV canal 8 na Grande Cuiabá, que antes retransmitia a Bandeirantes e agora está arrendada pela Igreja do missionário Valdomiro Santiago.

Neste sábado (30), Furlan expulsou da igreja o pastor Emanoel Alves, sob acusação de falta grave. Revoltado e no desespero por não ter onde morar, o ex-pastor nega ter cometido qualquer irregularidade e anuncia que, junto com outros dois que também foram "escurraçados" da Mundial, sendo eles Ailson Santos Correia e Edmiran Mendes da Silva, vão denunciar o bispo junto ao Ministério Público.

Acusa Furlan que promover um esquema de lavagem de dinheiro e de forçar pastores a proporcionar lucros à igreja, por meio de ofertas e dízimos, sob pena de virem a ser expulsos e ainda de serem acusados de roubo.

Emanoel Alves estava "chorando as mágoas" numa praça no centro de Cuiabá, localizada em frente à igreja da qual foi expulso. Enquanto isso, Furlan, a 200 metros dali, pregava para mais de mil evangélicos.

O ex-pastor conta que estava na Mundial havia sete meses e, sob orientação da igreja, mudou-se de Nova Brasilândia para a Capital há cerca de dois meses. Disse que durante este período não recebeu salário e que, sem razões aparente, Furlan o expulsou.

Conta que não estava com um centavo no bolso e, para piorar, não tem onde morar. Naquele momento, recebia apoio e solidariedade de Ailton, irmão de Ailton Santos, outro pastor expulso da Mundial.

Eles disseram que a regra imposta aos pastores é dura. Recebem orientação para "até vender tudo que possui" para, por exemplo, difundir e criar estrutura da igreja nos municípios. Se a investida não for bem-sucedida, ficam no prejuízo, acabam expulsos e se vêem em condições humilhantes.

Pela previsão dos ex-pastores, Sidney Furlan controla uma arrecadação por meio de doações dos fiéis em Mato Grosso próximo de R$ 1 milhão, sendo mais de R$ 100 mil somente em Cuiabá. Em todo o país, a Mundial possui mais de mil igrejas.

Reação

O bispo foi procurado insistentemente para comentar as denúncias feitas pelos três ex-pastores. Seus assessores fizeram espécie de jogo de empurra-empurra. Por fim, Sidney Furlan não deu retorno aos recados.

O ex-vereador por Cuiabá Milton Rodrigues se identificou como espécie de assessor de imprensa da Igreja. Ponderou que iria tomar conhecimento dos fatos para apresentar uma versão oficial, o que não ocorreu.

Sempre cercado de até quatro seguranças, Sidney Furlan costuma reagir às acusações atacando e, junto aos fiéis, se posa de vítima. Costuma dizer que sofre perseguição. Prega milagres com o poder da fé, pede ajuda financeira e, nas entrelinhas, faz pré-campanha eleitoral.

A Igreja Mundial trabalha dois nomes para deputado estadual, a do ex-parlamentar Nataniel de Jesus, que já foi da Igreja Universal do Reino de Deus, e o missionário conhecido pelo prenome de Brito.

"Situação grave"

Milton Rodrigues, ex-vereador que atua como assessor de imprensa do bispo Sidney Furlan, argumenta que Emanoel Alves foi expulso da Mundial depois de cometer a terceira falta grave. Afirma que, antes, o pastor atuava em Nova Brasilândia e, ignorando as regras e conduta imposta pela igreja, fechou o templo e foi passear na casa de parentes em outra cidade.

Emanoel foi alertado e recebeu uma nova chance para voltar a comandar a igreja. Depois que passou a trabalhar como pastor em Cuiabá, diz Milton, Emanoel vinha conduzindo cultos de orações de forma irresponsável e foi acusado até de furto de dinheiro de ofertas.

Garante também que o bispo Furlan não se negou a pagar passagem para Emanoel voltar à cidade de origem, que seria Barra do Garças. O problema, segundo ele, é que o ex-pastor exigia passagem para Brasília. "Não foi esse o combinado", diz Milton Rodrigues.

Fonte: Midia News

Sobre Eginoaldo Oliveira

Oi lá! Sou blogueiro e adoro postar notícias do Mundo Gospel. Na minha vida pessoal eu gasto tempo com a fotografia, corrida, estudo e ir a Igreja.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga